headerphoto

Estômago

Fui dormir umas 04:00 com um incômodo no estômago. Nada considerado como dor, só um incômodo mesmo.

Acordei às 07:00 com uma dor sobrenatural, imagine a pior dor que vc ja teve. Ok que pode ser pior do que essa minha do estômago, mas pra mim foi a pior dor que ja tive (e olha que ja sofri acidente de carro, desses de vc se machucar todo, acordar no hospital, levar pontos na cabeça, e etc) e não desejo nem pros meus inimigos.

Minha irmã me deu um remédio que faria parar, mas depois de 30 minutos não resolveu. Não conseguia ficar quieto ou parado de tanto que era a dor no estômago.

Acordei minha mãe e pedi pra ela me levar no médico. Vesti uma calça jeans, coloquei uma blusa, pus um boné na cabeça e fui de chinelo mesmo. Chegando lá, depois de 15 minutos esperando, fui atendido por um médico que eu confundiria fácil com um morador de rua. Ele tava com uma camiseta rasgada (não, não é piada e nem aumentei nada), e não falava português direito, era um espanhol medonho.

Ok, às vezes é um bom médico e não posso julgar pela aparência, afinal não é tão incomum um médico estar com camiseta rasgada, sem jaleco e com cara de quem bebeu a noite toda (ironia).

-Qual o problema?
-Comi pizza na noite passada, dormi 3 horas de madrugada e acordei com uma dor no estômago muito forte.
-Ok, tira o boné por favor que é falta de respeito usar bonés em lugares públicos.
-Ok (oi?????).
-Vc não pode comer pizza na janta, pizza não é comida, comida é coisas de panela.
-Sei...

Não sei mesmo o que falar sobre esse diálogo, mas fiquei com medo desse médico e quando saí de lá só pensava em tomar essa injeção de Buscopan com Novalgina na veia e ir pra casa.

Sentei na cadeira com o braço esticado enquanto o enfermeiro preparava a medicação, e ele:

-Vai doer um pouco, porque o médico passou uma dosagem alta
-Se passar a dor eu aceito até duas dessas

Admito que a doeu um pouco na demora do líquido entrar. E comecei a ficar meio tonto, com a boca seca e desesperado pra dormir.

-Ok, agora vamos tirar sangue, vc vai ficar um pouco fraco por causa da medicação e da quantidade de sangue e etc...

Ja não tava quase ouvindo mais.

Ele tirou sangue, eu fui cambaleando pro corredor, fechei os olhos e não conseguia dormir, tava numa brisa inexplicável. Cheguei em casa 09:15, e dormi até 18:00 sem ouvir nada, capotei com o remédio.

Agora melhorei, mas ainda sinto o estômago dolorido de tanto que doeu. Tô num regime de miojo, Coca-Cola, chá de Camomila e biscoito de água e sal.

E o destaque disso tudo foi minha mãe, que faltou no trabalho dela pra ficar cuidando de mim, mesmo eu falando pra ela ir trabalhar, ela quis ficar, ia me ver sempre, perguntava se eu tava bem, se queria comer, o que tava sentindo, media temperatura e enfim...pra ela filhos não tem idade, e por mais piegas que isso pareça, agradeço a ela por tudo, pelo cuidado, amor incondicional e manutenção desde 1986. Queria poder reparar nessas atitudes dela sempre, e não só em momentos assim, como uma doença, aonde vc depende de outra pessoa. É mais um desafio.

4 comentários:

Herika disse...

Mãe é mãe!
Espero que esteja melhor. Toma uma sopinha leve,não come miojo não, é muita química pra um estômago zuado.
Beijos!

Wandinha disse...

- Doutor, tô morrendo, faz alguma coisa por mim e...
- Primeiro tire o boné, porque é falta de educação usá-lo em locais fechados.
- É sério, não consigo, tá doendo muito e...
- Não posso fazer nada se não tirar o boné...

Médico irônico quem curte.

Rudson disse...

o amigo não ta exagerando, é uma dor que chega a ser incrível, digo por já ter passado por isso pelo memsmo motivo: pizza a noite e ir direto pra cama.

Anônimo disse...

eu tou com essa dor neste preciso momento.